MDI 3: Seminários sobre internet, mídia e jornalismo

13/04/2010

Selecionei nove textos para fazermos nossos seminários da disciplina “Internet e mídia digital 3″. Acho que com o material abaixo podemos conseguir uma boa visão sobre as transformações na mídia (e na sociedade em geral) a partir da internet, onde tenho a audácia de incluir um capítulo da minha dissertação.

Todos os livros citados merecem a leitura completa de sua obra, e recomendo fortemente para aqueles estudantes de jornalismo que desejam entender um pouco das mudanças em curso na mídia e na sociedade. É claro que outros livros mereceriam estar nesta lista (como A Busca, de John Batelle, já indicado aos alunos), mas temos que restringir a seleção para algo que seja adequado à nossa realidade.

1. Castells: a era do informacionalismo, capítulo do livro Cultura de Rede, Por Cláudia Ferraz Castelo Branco e Luciano Matsuzaki (Orgs.)

2. Jenkins: a cultura da participação, capítulo do livro Cultura de Rede, Por Cláudia Ferraz Castelo Branco e Luciano Matsuzaki (Orgs.)

3. A Cauda Longa, de Chris Anderson.
Como a tecnologia está convertendo o mercado de massa em milhões de nichos. Páginas 14 – 24; 50 – 55.

4. A Cauda Longa, de Chris Anderson.
Democratização das ferramentas de produção. Pags. 60 – 76.

5. Por que a nova mídia é revolucionária, de Caio Túlio Costa.

6. Jornalismo digital: Dez anos de web… e a revolução continua
RC Alves – Comunicação e Sociedade, 2006.

7. Webjornalismo participativo ea produção aberta de notícias
A Primo, M Träsel – Contracampo (UFF), 2006.

8. O mito libertário do “jornalismo cidadão”
Sylvia Moretzsohn – Comunicação e Sociedade, vol. 9-10, 2006, pp. 63-81

9. O Desafio dos Jornais com a Internet, de Rogério S. Mosimann. (capítulo de dissertação de mestrado disponível on-line).

Como será nossa atividade acadêmica com estes textos:

Cada alunos deverá ler um dos nove textos acima. A distribuição dos textos será feita em sala, em primeira tentativa por consenso, e se não houver consenso, por sorteio. A apresentação para discussão em sala será feita em dupla, ou seja, dois alunos necessariamente lerão o mesmo texto (mas podem ler todos!).

Cada aluno apresentará oralmente em sala um seminário sobre o texto trabalhado, em conjunto com o colega que leu o mesmo texto, e entregará uma resenha (máximo 2 mil caracteres com espaços) sobre o texto lido até o dia 30/11.

Data dos seminários: 20/11 à 30/11.

Referências sobre twitter e jornalismo

03/02/2010

Mais da metade dos estudantes da quinta fase de jornalismo (Estácio Sc) já possui uma conta no twitter. Fiquei feliz com isso, e agora cabe a cada um descobrir como tirar o melhor proveito disso. Para motivar nossa cobertura colaborativa do “#classico” catarinense Figueirense x Avaí, nesta quinta (04/02), selecionei alguns links com dicas para quem está começando a usar e artigos para refletirmos sobre a ferramenta que vamos  usar.

“Tudo” sobre o twitter no Guia do Twitter, da Agência Talk.

Dicas para iniciantes na linguagem “da galera”, por Sanja

Como usar as mídias sociais no jornalismo?
Por Ana Maria Brambilla (em 06/10/2009)

Twitter pressiona uma mudança no foco da atividade jornalística
Por Carlos Castilho (em 15/7/2009)

O caos criativo na internet e as opções do jornalismo
Por Carlos Castilho (em 22/9/2009)

Twitter, Celulares e Jornalismo: Mídias Móveis no Processo Informativo
Laíza Felix de Aguiar e Cláudio Cardoso de Paiva, Universidade Federal da Paraíba

O Twitter como suporte para produção e difusão de conteúdos jornalísticos
Por Gabriela da Silva Zago

Twitter, Celulares e Jornalismo: Mídias Móveis no Processo Informativo
Laíza Felix de Aguiar e Cláudio Cardoso de Paiva, Universidade Federal da Paraíba

Apropriações jornalísticas do Twitter: A Criação de Mashups
Por Gabriela da Silva Zago

A tag twitter, no meu delicious, tem muito mais.

Quinta é dia de clássico também no twitter

02/02/2010

Começamos o semestre na noite de terça e a turma já deu uma  ótima sugestão: fazer a cobertura do clássico Figueirense x Avaí através do twitter. O jogo será na próxima quinta 04/10, 21h50min.

Cada aluno usará seu próprio twitter para postar, e todos usarão a hashtag #classico para facilitar a visualização do “conjunto da obra”. UMA OBRA COLABORATIVA! Convidamos a todos para participar desta experiência, usando também #classico, para que os tuiteiros de Floripa tenham uma boa rede de informantes, publicando muitas “notícias” e opiniões.

Poucos acadêmicos têm celulares com acesso à web, a grande maioria vai enviar seus tweets via sms (celular) através do SMS2Blog.

Abaixo algumas anotações que fizemos nesta que está sendo uma primeira aula bem animada:

COBERTURA CLÁSSICO FIG X AVA 2010

1. cada um no seu twitter
2. usar a hash tag #classico (sem acento)
3. no dia, divulgar para twitters relacionados
4. usar português correto, com poucas abreviações, por exemplo:
c/ p/ q vc
5.gols serão informados por andré

Estilo: Pessoal. Coloquial. Analítico. Fatos (números, dados). “humano”. SERVIÇO.

Nem tudo o que importa, ocorre dentro de campo.

Possíveis pautas/temas:
making off das coberturas jornalísticas;
torcida
trabalhadores/comércio
organização (desde pm até âmbulância, promotoria)
futebol – tática e técnica
Serviço: trânsito, estacionamento, preços etc.

Os twitters dos alunos de terça de noite (pessoal da turma da manhã, comenta aí seus nomes de usuários, por favor):

@lalohomrich

@maribllo

@polianapallaoro

@ariana_ramos

@juwendhausen

@podiacki

@bruninhaacoelho

@kauanaps

@gio_oliver

Do facilitador/professor: @rogeriomosimann

(atualizado na quarta, 17h47min)

Blogs da turma de MDI 3

24/11/2008

Gente, conforme combinado agora, usem o espaço dos comentários para registrar o endereço do blog de vocês.