Referências sobre twitter e jornalismo

03/02/2010

Mais da metade dos estudantes da quinta fase de jornalismo (Estácio Sc) já possui uma conta no twitter. Fiquei feliz com isso, e agora cabe a cada um descobrir como tirar o melhor proveito disso. Para motivar nossa cobertura colaborativa do “#classico” catarinense Figueirense x Avaí, nesta quinta (04/02), selecionei alguns links com dicas para quem está começando a usar e artigos para refletirmos sobre a ferramenta que vamos  usar.

“Tudo” sobre o twitter no Guia do Twitter, da Agência Talk.

Dicas para iniciantes na linguagem “da galera”, por Sanja

Como usar as mídias sociais no jornalismo?
Por Ana Maria Brambilla (em 06/10/2009)

Twitter pressiona uma mudança no foco da atividade jornalística
Por Carlos Castilho (em 15/7/2009)

O caos criativo na internet e as opções do jornalismo
Por Carlos Castilho (em 22/9/2009)

Twitter, Celulares e Jornalismo: Mídias Móveis no Processo Informativo
Laíza Felix de Aguiar e Cláudio Cardoso de Paiva, Universidade Federal da Paraíba

O Twitter como suporte para produção e difusão de conteúdos jornalísticos
Por Gabriela da Silva Zago

Twitter, Celulares e Jornalismo: Mídias Móveis no Processo Informativo
Laíza Felix de Aguiar e Cláudio Cardoso de Paiva, Universidade Federal da Paraíba

Apropriações jornalísticas do Twitter: A Criação de Mashups
Por Gabriela da Silva Zago

A tag twitter, no meu delicious, tem muito mais.

Quinta é dia de clássico também no twitter

02/02/2010

Começamos o semestre na noite de terça e a turma já deu uma  ótima sugestão: fazer a cobertura do clássico Figueirense x Avaí através do twitter. O jogo será na próxima quinta 04/10, 21h50min.

Cada aluno usará seu próprio twitter para postar, e todos usarão a hashtag #classico para facilitar a visualização do “conjunto da obra”. UMA OBRA COLABORATIVA! Convidamos a todos para participar desta experiência, usando também #classico, para que os tuiteiros de Floripa tenham uma boa rede de informantes, publicando muitas “notícias” e opiniões.

Poucos acadêmicos têm celulares com acesso à web, a grande maioria vai enviar seus tweets via sms (celular) através do SMS2Blog.

Abaixo algumas anotações que fizemos nesta que está sendo uma primeira aula bem animada:

COBERTURA CLÁSSICO FIG X AVA 2010

1. cada um no seu twitter
2. usar a hash tag #classico (sem acento)
3. no dia, divulgar para twitters relacionados
4. usar português correto, com poucas abreviações, por exemplo:
c/ p/ q vc
5.gols serão informados por andré

Estilo: Pessoal. Coloquial. Analítico. Fatos (números, dados). “humano”. SERVIÇO.

Nem tudo o que importa, ocorre dentro de campo.

Possíveis pautas/temas:
making off das coberturas jornalísticas;
torcida
trabalhadores/comércio
organização (desde pm até âmbulância, promotoria)
futebol – tática e técnica
Serviço: trânsito, estacionamento, preços etc.

Os twitters dos alunos de terça de noite (pessoal da turma da manhã, comenta aí seus nomes de usuários, por favor):

@lalohomrich

@maribllo

@polianapallaoro

@ariana_ramos

@juwendhausen

@podiacki

@bruninhaacoelho

@kauanaps

@gio_oliver

Do facilitador/professor: @rogeriomosimann

(atualizado na quarta, 17h47min)

Entrevista com repórteres ganhadores do Prêmio Vladimir Herzog

21/10/2009

Com a reportagem Castelo dos Sonhos [pdf], publicada na revista da ong Childhood Brasil, Marques Casara e Tatiana Cardeal ganharam menção honrosa na trigésima-primeira edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, um dos mais conceituados do Brasil. Dauro Veras fez entrevistas muito interessantes com Marques e Tatiana. Eles contam os bastidores da apuração e os desafios de se fazer reportagens investigativas.

Leiam a matéria premiada e as entrevistas, com Marques Casara e Tatiana Cardeal. Um trecho de cada pra instigar:

Casara – Não me interesso mais pela grande mídia. Desde o ano 2001 atuo exclusivamente para organizações que não estão vinculadas ao jornalismo industrial. Posso fazer um jornalismo mais libertário e revolucionário. Não estou limitado pelos interesses comerciais das empresas de comunicação. Hoje, o que dá lucro para essas empresas é o jornalismo de entretenimento, mesmo quando disfarçado de “investigativo”. Desde que sai desse circuito ganhei um Prêmio Esso e dois Herzog. É um bom referencial. Estou construíndo um caminho próprio, sem holofotes mas com muita realização pessoal. Uma dica pra quem tá começando na profissão: todo jornalismo é investigativo. Se não é investigativo, não é jornalismo.

Tatiana Cardeal – (…) Houve momentos em que tive muito medo e outros em que surpreendemente me vi coordenando a situação com certa excitação para obter a melhor momento/ângulo de uma foto. Havia uma série de cuidados sobre o que fotografar e quando fotografar, não dava pra chegar clicando. Também havia o desafio de encontrar imagens fortes e/ou sensíveis que contassem a história e que fossem publicáveis, já que não se pode expor as imagens das vítimas da exploração sexual.

Palestra de Ethevaldo Siqueira marca lançamento de cooperação entre jornalistas e profissionais de tecnologia

11/08/2009

Estaremos lá na Assembléia, nesta terça (11/08), a partir das 19h, e todas as turmas de jornalismo noturno da Estácio também.

Além de Ethevaldo Siqueira, foram convidados para o evento representantes das empresas de mídia, do setor de tecnologia e das universidades. Continue lendo »

Evento debate comunicação na internet

10/12/2008

O site argentino INFOBAE, organizador do Cuarto Encuentro Panamericano de Comunicación en Internet, realizado em Buenos Aires (10/12/2008), está com uma cobertura com textos interessantes sobre o tema. Confiram.

A Globo e a internet

22/10/2008

A entrevista que acabo de ler – com Juarez Queiroz, presidente da Globo.com – de certo modo complementa o post anterior, sobre o jornal O Globo e a internet. Segundo Juarez, “A visão de internet fechando em si não é a estratégia das Organizações Globo”. Integração de mídias é a palavra de ordem. Internet em todas e todas na internet.

Dois trechos da entrevista para conversarmos nos próximos encontros:

(sobre conteúdo em vídeo feito exclusivamente para web)

Existe um espaço do conteúdo profissional, um espaço para o conteúdo dos meus amigos e o espaço da grande oportunidade, com aqueles que estavam ali com uma filmadora e acabou registrando um momento que tem relevância.

(sobre lucratividade da operação internet da Globo)

Da nossa forma, não tratamos internet como uma mídia. Tratamos internet como uma mídia instrumental que tem um papel estratégico para a nossa mídia de origem

Confira a entrevista.

Domínios COM.BR poderão ser registrados por pessoas físicas

16/04/2008

Recebi agora e-mail do Registro.br informando alteração na regra para registro de domínios .com.br. Agora não só empresas poderão registrar domínios desse tipo, mas também qualquer pessoas com CPF.

Por decisão do CGI.br, o domínio COM.BR, destinado a atividades
comerciais genéricas na Internet, também poderá ser registrado sob um
CPF. Ou seja, pessoas naturais com atividades comerciais e afins
poderão registrar domínios COM.BR.

Esta modificação terá efeito a partir do dia 01/05/2008.

Inicialmente, somente o domínio COM.BR estará disponível nesta nova
categoria, genérica, que permite registro tanto com CNPJ quanto com
CPF. Lembramos que, para manter a transparência do registro de
domínios .br, pessoas físicas responsáveis por domínios COM.BR estarão
sujeitas aos mesmos procedimentos das entidades cadastradas
previamente.

NY Times deixa de cobrar por conteúdo na web

20/09/2007

NY Times liberou o acesso de todo o seu conteúdo a todos os leitores. Artigos de 1987 até o momento. Toque do DVeras em rede, depois de post do Nando.

Defesa de dissertação sobre implicações da internet nos jornais e a RBS acontece nesta sexta

17/05/2007

Finalmente e felizmente está chegando a hora de eu fazer a defesa da minha dissertação de mestrado, intitulada “Implicações da internet nos jornais e a presença da RBS na WEB“. É nesta sexta, 18/05/2007, 14:00 horas, na Sala de Usos Múltiplos do Departamento de Geografia (no CFH), UFSC (Floripa).

A Banca Examinadora:

Prof. Dr. Carlos José Espindola (Orientador-GCN/UFSC)
Prof. Dr. José Messias Bastos (Membro-GCN/UFSC)
Profa. Dra. Leila Christina Duarte Dias (Membro-GCN/UFSC)
Profa. Dra. Maria José Baldessar. (Membro-JOR/UFSC)

Na próxima semana, se tudo correr bem, espero publicar a dissertação on-line.

Jornal da rede Metro chega ao Brasil

10/05/2007

Nesta segunda-feira (07/05) foi lançado em São Paulo o Publimetro, jornal gratuito pertencente ao MTG – Modern Times Group (Metro International), conglomerado internacional de mídia com sede na Suécia, e o Grupo Bandeirantes de rádio e tv. Segundo o M&M, “a empresa sueca terá uma fatia de 29,99% na joint venture com a companhia brasileira”.

Vejamos quais as implicações deste lançamento na mídia tradicional brasileira. Creio que a indústria de jornais no Brasil não será a mesma de agora em diante.