Del.icio.us

18/09/2006

Na última aula vimos o básico do funcionamento do del.icio.us usando como roteiro este post do semestre passado. Hoje vamos dar uma esmiuçada maior e ver como o del.icio.us usa o RSS.

Scholar Google lança nova funcionalidade

30/08/2006

Agora o “google acadêmico” também mostra artigos relacionados nos resultados de uma busca. Veja a explicação da página de ajuda do Scholar:

O que é o link para Artigos Relacionados?

Para cada resultado de buscas no Google Acadêmico, nós tentamos determinar automaticamente quais os artigos no nosso índice que são mais fortemente relacionados com aquele resultado. Você pode ver esta lista de artigos clicando no link “Artigos Relacionados” que aparece junto com a maioria dos resultados. A ordem em que os artigos relacionados aparecem é baseada primeiramente em o quão similares os artigos são em relação ao resultado original, mas também leva em consideração a relevância de cada artigo. Busca por conjuntos de artigos relacionados é uma ótima forma para iniciantes aprenderem sobre uma nova área do conhecimento. Entretanto, nós descobrimos que até especialistas às vezes se surpreendem por encontrar artigos que não conheciam relacionados às suas áreas de especialidade.

Busca acadêmica e data da prova

23/08/2006

Antes de tudo quero registrar aqui o que foi colocado no quadro na última aula: na próxima quarta-feira (30/08) teremos prova prática sobre busca na internet.

Na aula de hoje veremos algumas especificidades da busca acadêmica do scholar.google e faremos mais exercícios de pesquisa na web.

1. Suponhamos que você leu o trabalho “Jornalismo Online e Identidade Profissional do Jornalista”, apresentado em 2001 por ZL ADGHIRNI no encontro Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação – COMPÓS. Você gostaria de saber se há disponível na internet outros artigos acadêmicos que tenham citado este trabalho de Adghirni. Para responder esta questão, copie abaixo os resultados do Google Acadêmico que mostram os artigos que citam o trabalho “Jornalismo Online e Identidade Profissional do Jornalista”, de autoria de ZL Adghirni.

2. De acordo com as estatísticas da Balança Comercial Brasileira por Município, publicadas pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, qual o principal produto exportado e qual o principal produto importado por São José (SC)?

3. Você está fazendo uma reportagem sobre o uso de drogas entre estudantes e gostaria de encontrar um pesquisador do assunto para entrevistar, em Florianópolis. Encontre: o nome de um pesquisador com artigo acadêmico publicado sobre o assunto; a universidade e o departamento onde ele trabalha, seu telefone de trabalho e e-mail.

4. Introdução da questão: Todos os anos, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) edita – inclusive em português – o Relatório do Desenvolvimento Humano.
A pergunta: Na última edição, o Brasil ficou em qual posição no ranking do IDH (índice de desenvolvimento humano)?
O que deve ser respondido: a posição do Brasil no ranking do IDH 2004 e o link da página onde foi encontrada a informação.

Exercício de pesquisa

16/08/2006

Dados da Casan sobre população abastecida com água e servida com esgoto em SC (números absolutos e % da população)

Localizar planilha com as principais causas de morte em idosos no estado de SC (endereço do arquivo).

De acordo com o Atlas da Mata Atlântica, qual o percentual da área original de Mata Atlântica que ainda existe em São José?

Para Manuel Castells, quais as características da internet brasileira hoje?

Você está começando a fazer uma grande reportagem sobre os casos de doença de chagas em SC e quer saber tudo o que foi publicado em A Notícia sobre o assunto no mês de março de 2005. Como conseguir este objetivo usando os operadores de busca avançada do Google? (responda o que você escreveria no google para obter o resultado esperado).

Um relatório divulgado ontem por um grupo de organizações não-governamentais brasileiras, o Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Desenvolvimento e Meio Ambiente – confirma uma suspeita trágica para a Amazônia: a expansão do cultivo de soja está de fato empurrando a pecuária para áreas de floresta, especialmente em Mato Grosso e Rondônia.
Descobrir telefone e e-mail do Fórum citado na notícia acima, publicada na Folha de SP em 17/03/2005 .

Três mil metros cúbicos de água equivalem a quantos litros?

Busca na internet: além do básico no Google

14/08/2006

Hoje vamos começar a “dissecar” o funcionamento do Google para que possamos tirar o melhor proveito dele. Já vimos que uma das maiores utilidades da internet para o jornalista é na pesquisa, mas você pode fazer mais do que imagina com o google…

Introdução: Diretórios x search engines

Índices da web x varreduras periódicas

A “revolução” do Google: PageRank algorithm. Cuidado: Cookies!

Explicações sobre o PageRank
A classificação das páginas (PageRank) confia na natureza excepcionalmente democrática da Web, usando sua vasta estrutura de links como um indicador do valor de uma página individual. Essencialmente, o Google interpreta um link da página A para a página B como um voto da página A para a página B. Mas o Google olha além do volume de votos, ou links, que uma página recebe; analisa também a página que dá o voto. Os votos dados por páginas “importantes” pesam mais e ajudam a tornar outras páginas “importantes.”

Sites importantes, de alta qualidade recebem uma nota de avaliação maior, que o Google grava a cada busca feita. Naturalmente, uma página importante não significa nada se não combinar com a sua busca. Assim, o Google combina os resultados de alta qualidade com a busca que você está realizando para que o resultado seja o mais relevante possível. O Google pesquisa quantas vezes a palavra procurada aparece nas páginas e examina todo o aspecto delas (e conteúdo das páginas ligadas a ela) para determinar o melhor resultado para a sua busca.

Não importa só o número de links para uma página para ela ter um bom ranking, mas principalmente é levada em conta a palavra âncora do link (relevância com a pesquisa).

- O Google não negocia classificações dentro dos resultados de busca (ou seja, não é possível comprar uma posição privilegiada na Listagem de Páginas).

- Google analiza a proximidade destes termos dentro da página. Ao contrário de muitos outros instrumentos de pesquisa, o Google dá prioridade aos resultados de acordo com a proximidade dos termos pesquisados

- Google só lista página com links externos pra ela ou log em servidores monitorados. Páginas que ainda não foram listadas provavelmente não foram incluídas porque outros sites ainda não oferecem link a ela — se outros sites não são ligaods a uma página, nós não podemos determinar um PageRank (nossa medida proprietária da importância de uma página) numa maneira razoável. Uma vez que outros tem links para uma página, nós a listaremos. O Google analisa como o link está conectado a outras páginas da web e os possibilita a abertura, na vasta natureza da internet para selecionar os resultados mais relevantes.

O Básico sobre o Google

- Missão da empresa é “organize the immense amount of information available on the web”

- Founded: September 1998 by Larry Page and Sergey Brin

• Web pages searched: More than 8 billion

• File types searched include:
HyperText Markup Language (html)
Adobe Portable Document Format (pdf)
Adobe PostScript (ps)
Lotus 1-2-3 (wk1, wk2, wk3, wk4, wk5, wki, wks, wku)
Lotus WordPro (lwp)
MacWrite (mw)
Microsoft Excel (xls)
Microsoft PowerPoint (ppt)
Microsoft Word (doc)
Microsoft Works (wks, wps, wdb)
Microsoft Write (wri)
Rich Text Format (rtf)
Shockwave Flash (swf)
Text (ans, txt)
• Images: 880 million+
• Usenet messages: 845 million+

- Consultas com “e” automático
O Google só retorna páginas que incluam todos os seus termos de busca. Não há necessidade de incluir “and” entre os termos. Para restringir uma busca com mais profundidade basta incluir mais termos.

- Palavras Descartáveis
O Google ignora palavras e caracteres comuns, conhecidos como palavras descartáveis. O Google automaticamente descarta termos como “http” e “.com”, assim como dígitos ou letras isoladas, porque eles raramente ajudam na busca e podem torná-la consideravelmente mais lenta.
Use o sinal “+” para incluir palavras descartáveis na sua pesquisa. Tenha a certeza de incluir um espaço antes do sinal “+”. [Você pode também incluir o sinal "+" na busca de frases.]

Maiúsculas, minúsculas ou acentos interessam?
As buscas no Google não são sensíveis a maiúsculas e minúsculas. Todas as palavras, independentemente da forma como forem escritas, serão entendidas como minúsculas. Por exemplo, buscas por “google”, “GOOGLE” ou “GoOgLe” trarão os mesmos resultados.
As pesquisas padrões do Google não são sensíveis a acentos ou sinais diacríticos, ou seja, [Muenchen] e [München] encontrarão as mesmas páginas. Se quiser discriminar as duas palavras, use um sinal + tanto para [+Muenchen] como para [+München].

- A INTERFACE DO GOOGLE

> Web: (busca na internet)

> Imagens: 390 milhões de imagens indexadas e disponíveis para visualização

> Grupos
Usenet: A world-wide system of discussion groups, with comments passed among hundreds of thousands of machines. Usenet is completely decentralized, with over 10,000 discussion areas, called newsgroups.

- Notícias

- Diretório:
O Diretório Web Google organiza a web por tópicos, assim você pode navegar por categorias para procurar palavras-chave para usar em sua busca. Ou simplesmente clique links de uma determinada categoria até encontrar a página que você quer.

- Preferências
- Ferramenta de idiomas

- Pesquisa avançada

Com todas as palavras:
busca todas as palavras, não importa se juntas ou não na página (de preferência juntas) e ignora os caracteres comuns (de, da etc).
com a expressão: “exatamente a expressão”.
com qualquer uma das palavras: tanto faz uma quanto a outra.
sem as palavras: excluir dos resultados as páginas que contenham essa(s) palavra(s)

Os resultados:
Título
Contexto onde aparece na página o termo pesquisado.
URL – peso – em cachê – páginas semelhantes
[xls]
Formato do arquivo: Microsoft Excel 2000 – Ver em HTML

Tabela Help do Google traduzida

Exercício

- Você está fazendo uma reportagem de revista sobre o comportamento dos jovens em relação ao consumo de informação. Pesquisando na internet para a construção da pauta você descobriu que a ANJ (Associação Nacional de Jornais) organiza um evento chamado “Jovens Leitores”.

Procure uma ou mais apresentações em power point usada(s) na última edição do evento (2006). Cole abaixo os resultados da sua busca e diga como você chegou até eles, ou seja, escreva quais campos do “pesquisa avançada” do Google você usou e com quais termos (ou opções) em cada um.

- Para Manuel Castells, quais as características da internet brasileira hoje?

- Encontrar planilha com as principais causas de morte em idosos no município de São Joaquim?

- Três mil metros cúbicos de água equivalem a quantos litros?

- Quem tem mais links para o seu site, Avai ou Figueirense?

BUSCA ACADÊMICA

1. Suponhamos que você leu o trabalho “Jornalismo Online e Identidade Profissional do Jornalista”, apresentado em 2001 por ZL ADGHIRNI no encontro Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação – COMPÓS. Você gostaria de saber se há disponível na internet outros artigos acadêmicos que tenham citado este trabalho de Adghirni. Para responder esta questão, copie abaixo os resultados do Google Acadêmico que mostram os artigos que citam o trabalho “Jornalismo Online e Identidade Profissional do Jornalista”, de autoria de ZL Adghirni.

2. Você está fazendo uma reportagem sobre o uso de drogas entre estudantes e gostaria de encontrar um pesquisador do assunto para entrevistar, em Florianópolis. Encontre: o nome de um pesquisador com artigo acadêmico publicado sobre o assunto; a universidade e o departamento onde ele trabalha, seu telefone de trabalho e e-mail.

Vamos começar…pelo começo!

02/08/2006

Antes de tudo, vou apresentar para vocês nosso blog: o que ele tem, possibilidades de navegação etc etc.

Depois vamos procurar dar uma nivelada geral no básico da internet e conversar sobre alguns recursos na internet para jornalistas.

Objetivos da aula:

  • Compreender o funcionamento da internet
  • Apresentar as ferramentas da internet:
  • E-mail, web, FTP, messengers, listas de discussão, fóruns, voz sobre IP, RSS, programas de compartilhamento de arquivos (peer-to-peer), wiki, “web2.0″.

  • Discutir possibilidades de uso destas ferramentas para os jornalistas.
  • Palestra SEPE 2006: Busca avançada e RSS

    29/06/2006

    * Os sites de busca são softwares – mais conhecidos como “robôs” – que, regularmente, percorrem toda a Web em busca de novos documentos e armazenam tudo num banco de dados. Eles possuem um maior volume de informações do que os diretórios, porém, não organizam nenhuma das informações coletadas.

    * Os diretórios são como catálogos de endereços, contam com pessoas especializadas que fazem uma busca controlada nos documentos da Internet, um a um, e os organizam por assunto, ou seja, os diretórios tratam a informação, ao contrário dos sites de busca.

    O ranking da busca nos sites de busca é afetado por:

    * Presença do texto procurado na página
    * Número de links provindos de outros sites
    * Texto contido no link provindo de outro sites (anchor text)
    * Presença do termo buscado no título, cabeçalho, negritos, tamanho da letra Freqüência do termo na página;

    As buscas na web são feitas em etapas:

    * Formulação da busca
    * Busca na Web
    * Avaliação dos resultados
    * Refinamento da busca;

    Os buscadores vasculham em bilhões de páginas da web, mas não conseguem pesquisar em:

    * Páginas que exigem login (Ex.: Veja Online)
    * Bancos de dados com regras de acesso fora de padrão
    * Redes fechadas de empresas (Intranets)
    * Páginas que não têm nenhum link apontando para elas;

    Por isso, é importante frisar que somente cerca de 10% do conteúdo total da Internet está nos buscadores.

    Google.com > pesquisa avançada


    Scholar.google.com

    Outros produtos do Google

    Busca de notícias: yahoo.com.br > notícias > busca avançada

    Um Parênteses:
    Yahoo notícias

    Google notícias

    Inform

    http://www.grokker.com/

    • RSS

    RSS é um formato de distribuição de conteúdo baseado na linguagem XML. Através de um programa ou um site “leitor de RSS” pode-se acessar em uma única interface conteúdos de diversas fontes selecionados de acordo com seus interesses. Geralmente as notícias no formato RSS apresentam título, o começo da matéria e um ou mais links para o usuário obter mais informações. Esse complemento pode ser visto no próprio leitor de RSS sem o layout web do criador do conteúdo ou como no browser (a “página” original inteira) ou ainda o link pode ser aberto numa nova janela do browser.

    O software leitor de RSS também costuma ser chamado de News Reader, RSS Aggregator, RSS Reader ou agregador. O link que deve ser adicionado neste programa para que ele busque as notícias distribuídas via internet em XML por determinada fonte é publicado na home de um web site ou em páginas específicas para determinadas seções, temas ou categorias. Na maioria das vezes o link – também chamado de feed – que deve ser copiado e depois colado no leitor de RSS está nestas imagens:

    Nesta página da Folha há uma relação de programas para leitura de RSS. Já usei e posso indicar: www.feedreader.com (software livre) ou www.rssreader.com (freeware). Para saber as diferenças entre software livre e freeware, clique aqui

    Outro uso do RSS: agregar notícias em sites e blogs. Exemplo: Primeiro Tempo, a barra lateral deste blog

    Onde matar a fome de feeds?

    http://www.feeds.com.br

    • Leituras sobre RSS:

    Um pente fino no caos da internet

    Fonte: Link/Estadão, publicado em 14/02/2005

    A internet é uma fonte de informações e notícias muito rica, mas é comum se perder nesse turbilhão. Uma solução prática é filtrar só o que lhe interessa, com a ajuda dos softwares leitores de RSS, também chamados de agregadores de RSS.

    Fáceis de usar, esses programas reúnem automaticamente as notícias fresquinhas dos seus sites e blogs preferidos e os envia para o usuário, em alguns casos avisando-o da chegada de um novo pacote de informações com um sinal sonoro.


    UOL oferece leitor de RSS na barra UOL

    O leitor (agregador) de RSS da Barra UOL permite que você fique sabendo imediatamente quando uma informação do seu interesse é publicada, sem que você tenha de navegar até o site de notícias.

    RSS E AS NOVAS TENDÊNCIAS EM EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

    Há mais de um ano, venho cultivando um novo hábito e ampliando um outro já mais antigo. Antes de ler e responder e-mails, eu abro o Bloglines, um aplicativo leitor de RSS, e dedico uma meia hora a leitura de notícias nos canais que subscrevi. No espaço de tempo que daria apenas para passar os olhos num jornal tradicional, tenho a possibilidade de consultar o sumário de mais de cinqüenta sítios, weblogs e jornais on-line de todos os tipos, com a opção de aprofundar os conteúdos que me despertarem maior interesse. (Por Suzana Gutierrez. No Icoletiva – site sobre pedagogia e internet).


    • Bookmarks Social: del.icio.us / linkblog.com.br

    Del.icio.us é um sistema de bookmarks social (ou colaborativo) onde cada internauta pode cadastrar links – de sites, notícias, blogs etc – e organizá-los por palavras-chave, as tags.

    Para cada link cadastrado o sistema indica quantas pessoas cadastraram o mesmo link e permite ver a relação de links destas pessoas.

    O del.icio.us permite também que seus usuários usem o formato RSS/XML para “assinar” o conteúdo de um usuário do sistema, de um conjunto de usuários, de todos usuários sobre uma mesma palavra-chave ou apenas o conteúdo de uma ou mais palavras-chave de um único usuário.

    O del.icio.us ainda contribui para conhecermos a definição de um site através das palavras-chave atribuídas a um site pelos diversos usuários que têm cadastrado este site. Também é possível realizar pesquisas por palavras-chave no conteúdo do del.icio.us.

    O funcionamento do del.icio.us/about

    Pesquisa no del.icio.us

    Definição de um site pelas tags da comunidade – clicar em and 228 other people.

    Exercício pesquisa

    31/05/2006

    1. Localizar planilha com as principais causas de morte em idosos no estado de SC (endereço do arquivo).

    2. De acordo com o Atlas da Mata Atlântica, qual o percentual da área original de Mata Atlântica que ainda existe em São José?

    3. Para Manuel Castells, quais as características da internet brasileira hoje?

    4. Três mil metros cúbicos de água equivalem a quantos litros?

    5. Suponhamos que você leu o artigo “Os Conteúdos Locais no Jornalismo Digital”, apresentado por S Barbosa no Intercom, em 2003. Você gostaria de saber se há disponível na internet outros artigos acadêmicos que tenham citado este trabalho de S Barbosa.
    Resposta: Copie o(s) resultado(s) do scholar.google.com que mostre o(s) artigo(s) que cita(m) o trabalho “Os Conteúdos Locais no Jornalismo Digital”, de autoria de S Barbosa.

    Comix 2005: Busca Avançada na Internet & RSS

    18/10/2005

    * Os sites de busca são softwares – mais conhecidos como “robôs” – que, regularmente, percorrem toda a Web em busca de novos documentos e armazenam tudo num banco de dados. Eles possuem um maior volume de informações do que os diretórios, porém, não organizam nenhuma das informações coletadas.

    * Os diretórios são como catálogos de endereços, contam com pessoas especializadas que fazem uma busca controlada nos documentos da Internet, um a um, e os organizam por assunto, ou seja, os diretórios tratam a informação, ao contrário dos sites de busca.

    O ranking da busca nos sites de busca é afetado por:

    * Presença do texto procurado na página
    * Número de links provindos de outros sites
    * Texto contido no link provindo de outro sites (anchor text)
    * Presença do termo buscado no título, cabeçalho, negritos, tamanho da letra Freqüência do termo na página;

    As buscas na web são feitas em etapas:

    * Formulação da busca
    * Busca na Web
    * Avaliação dos resultados
    * Refinamento da busca;

    Os buscadores vasculham em bilhões de páginas da web, mas não conseguem pesquisar em:

    * Páginas que exigem login (Ex.: Veja Online)
    * Bancos de dados com regras de acesso fora de padrão
    * Redes fechadas de empresas (Intranets)
    * Documentos que não estão na web (Ex.: LexisNexis)
    * Páginas que não têm nenhum link apontando para elas;

    Por isso, é importante frisar que somente cerca de 10% do conteúdo total da Internet está nos buscadores.

    Google.com > pesquisa avançada

    Scholar.google.com

    Busca de notícias: yahoo.com > news > advanced

    Um Parênteses:
    http://news.yahoo.com/

    http://news.google.com/

    Inform

    http://www.grokker.com/

    • RSS

    RSS é um formato de distribuição de conteúdo baseado na linguagem XML. Através de um programa ou um site “leitor de RSS” pode-se acessar em uma única interface conteúdos de diversas fontes selecionados de acordo com seus interesses. Geralmente as notícias no formato RSS apresentam título, o começo da matéria e um ou mais links para o usuário obter mais informações. Esse complemento pode ser visto no próprio leitor de RSS sem o layout web do criador do conteúdo ou como no browser (a “página” original inteira) ou ainda o link pode ser aberto numa nova janela do browser.

    O software leitor de RSS também costuma ser chamado de News Reader, RSS Aggregator, RSS Reader ou agregador. O link que deve ser adicionado neste programa para que ele busque as notícias distribuídas via internet em XML por determinada fonte é publicado na home de um web site ou em páginas específicas para determinadas seções, temas ou categorias. Na maioria das vezes o link – também chamado de feed – que deve ser copiado e depois colado no leitor de RSS está nestas imagens:

    Nesta página da Folha há uma relação de programas para leitura de RSS. Já usei e posso indicar: www.feedreader.com (software livre) ou www.rssreader.com (freeware). Para saber as diferenças entre software livre e freeware, clique aqui

    Outro uso do RSS: Primeiro Tempo

    Onde matar a fome de feeds?

    http://www.feeds.com.br

    Projeto RSSficado: http://www.rssficado.com.br/

    • Leituras sobre RSS:

    Um pente fino no caos da internet

    Fonte: Link/Estadão, publicado em 14/02/2005

    A internet é uma fonte de informações e notícias muito rica, mas é comum se perder nesse turbilhão. Uma solução prática é filtrar só o que lhe interessa, com a ajuda dos softwares leitores de RSS, também chamados de agregadores de RSS.

    Fáceis de usar, esses programas reúnem automaticamente as notícias fresquinhas dos seus sites e blogs preferidos e os envia para o usuário, em alguns casos avisando-o da chegada de um novo pacote de informações com um sinal sonoro.


    UOL oferece leitor de RSS na barra UOL

    O leitor (agregador) de RSS da Barra UOL permite que você fique sabendo imediatamente quando uma informação do seu interesse é publicada, sem que você tenha de navegar até o site de notícias.

    RSS E AS NOVAS TENDÊNCIAS EM EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

    Há mais de um ano, venho cultivando um novo hábito e ampliando um outro já mais antigo. Antes de ler e responder e-mails, eu abro o Bloglines, um aplicativo leitor de RSS, e dedico uma meia hora a leitura de notícias nos canais que subscrevi. No espaço de tempo que daria apenas para passar os olhos num jornal tradicional, tenho a possibilidade de consultar o sumário de mais de cinqüenta sítios, weblogs e jornais on-line de todos os tipos, com a opção de aprofundar os conteúdos que me despertarem maior interesse. (Por Suzana Gutierrez. No Icoletiva – site sobre pedagogia e internet).


    • Bookmarks Social: del.icio.us / linkblog.com.br

    Del.icio.us é um sistema de bookmarks social (ou colaborativo) onde cada internauta pode cadastrar links – de sites, notícias, blogs etc – e organizá-los por palavras-chave, as tags.

    Para cada link cadastrado o sistema indica quantas pessoas cadastraram o mesmo link e permite ver a relação de links destas pessoas.

    O del.icio.us permite também que seus usuários usem o formato RSS/XML para “assinar” o conteúdo de um usuário do sistema, de um conjunto de usuários, de todos usuários sobre uma mesma palavra-chave ou apenas o conteúdo de uma ou mais palavras-chave de um único usuário.

    O del.icio.us ainda contribui para conhecermos a definição de um site através das palavras-chave atribuídas a um site pelos diversos usuários que têm cadastrado este site. Também é possível realizar pesquisas por palavras-chave no conteúdo do del.icio.us.

    O funcionamento do del.icio.us/about

    Pesquisa no del.icio.us

    Definição de um site pelas tags da comunidade – clicar em and 228 other people.

    Exercício 3: Bookmarks para jornalistas

    15/09/2005

    A tarefa é a seguinte:

    1. Acessar o post abaixo “Bookmarks para jornalistas

    2. Navegar em pelo menos 10 sites dos quase 180 relacionados;

    3. Escolher 5 sites que você considere interessantes e úteis para jornalistas;

    4. Cadastrar cada um destes sites no del.icio.us/parajornalistas. (senha com professor). Não esqueça de incluir quantas tags forem necessárias para definir da melhor maneira possível o conteúdo do site. As tags devem ser separadas apenas por espaços. Use ponto “.” para palavras compostas, assim: jornalismo.on-line;

    5. Acessar o del.icio.us/parajornalistas e apresentar para os colegas da turma os sites que você cadastrou. Contar o que o site tem e porque você o considera útil para um jornalista.

    Obs.: Vale nota. Quem fizer tudo direitinho ganha 10. Para os ausentes na aula, ao invés da apresentação, mandar e-mail indicando os sites que cadastrou com breve descrição e as razões que o tornam útil para jornalistas.