Requisitos mínimos para blogs MDI 3

25/03/2010
  • Pelo menos 10 posts.
    Destes dez, pelo menos um post com vídeo incorporado. E pelo menos um post com foto licenciada em Creative Commons (pode procurar aqui no flickr.com/creativecommons.
  • Uso de tags (marcadores), nos posts e na barra lateral;
  • Lista de blogs / links
  • Uso de Hipertexto
  • Perfil do autor
  • Agregar conteúdo relacionado via feed ou “gadget” reportagem;
  • Gadget últimos comentários,
  • Enquete
  • Gadget com postagens do seu twitter
  • Outro gadget a sua escolha – seja criativo!
  • Personalização do layout, incluindo cabeçalho com imagem original;
  • Formatação de texto adequada (espaçamento extra, padrão visual)
  • Gerenciamento de acessos via Google Analytics
  • Apresentação de slides (na barra lateral)
  • Mapa em algum post.

Redação jornalística para weblogs

18/03/2010

Abaixo recortei os trechos que me pareceram mais significativos de três textos de Carlos Castilho sobre redação jornalística em blogs.

Blog Código Aberto

Leitura em camadas nos weblogs – postado em 9/6/2005

A pirâmide invertida em weblogs – postado em 10/5/2005

Redação Jornalística em weblogs – postado em 2/5/2005

Vamos conversar sobre isso na aula de hoje.

Para começar, algumas questões:
1) O texto de um blog é igual ao de um jornal?
2) Existe um estilo próprio dos blogs?
3) Eles podem usar a pirâmide invertida?
4) Como fica o problema da não linearidade narrativa, uma das principais características do texto online?

Não há consenso.

Mas existem alguns padrões que têm funcionado bem:

Textos curtos (ler na tela é 25% mais cansativo do que no papel / maioria das pessoas dedica no máximo de 20 a 25 segundos por página na web),

Blogs têm uma lógica diferente da usada para os jornais e revistas. A ordem fica invertida se simplesmente recortarmos o texto de um meio impresso – Matérias “fragmentadas”.

Nos weblogs, antes de publicar, o autor deveria dividir o assunto em blocos por interesse e tratar cada um deles como se fosse uma reportagem isolada. A pirâmide invertida funciona em cada bloco, mas não é usada para o conjunto dos textos. Cada bloco estará organizado em torno de um subtema predominante e cada parte se relaciona com as demais através de hiperlinks.

Em cada bloco, todos os elementos do texto jornalístico são levados em conta, inclusive a pirâmide. Uma analogia com o texto escrito poderia ser a dos boxes ou quadros que num jornal ou revista funcionam como apêndices do texto principal. Só que num blog, cada box é uma matéria independente.

A sequência de leitura é cronológica: o começo ou o primeiro bloco é lido por último, pois está no final da fila depois da publicação das demais partes (Depende, para quem acessar no dia da publicação será o primeiro) Na estrutura não linear clásica, o internauta tem total liberdade para decidir como vai ler a matéria.

Na web e nos weblogs, antes de pensarmos na pirâmide, temos que desenvolver o que se chama de arquitetura da informação, ou seja a segmentação estruturada do tema central. Só assim é possivel criar blocos de informação interligados e independentes um do outro, capazes de serem lidos em qualquer ordem.

A fragmentação em blocos tem a vantagem de permitir a participação dos leitores no desenvolvimento do texto através do recurso dos comentários.

Textos curtos não quer dizer que os textos mais extensos sejam proibidos na rede. Podem ser veiculados para serem lidos impressos – suporte – ou editados para web – a web como novo meio.

A concisão e a objetividade são absolutamente essenciais na redação em weblogs, porque a rapidez na leitura tornou-se uma rotina na Web. Mas qualquer redator sabe que o texto enxuto é uma habilidade rara e só alcançável após sucessivas revisões.

A leitura em camadas permite ao leitor “fotografar” ou “escanear” o texto sem lê-lo palavra por palavra. Um destaque por parágrafo. O destaque pode incluir mais de uma palavra, sendo desaconselhável marcar mais de quatro ou cinco. É como um texto dentro do outro.

A produção de textos para leitura em camadas é um dos diferenciais dos textos nos blogs, junto com a estrutura não linear, a narrativa em ordem cronológica inversa e o uso de hiperlinks. Por isto a redação jornalística em weblogs é bem mais trabalhosa e demorada do que num texto para veículos impresso.

Conquiste a rede, blog!

11/03/2010

Vamos usar como referência para começarmos a construir nossos blogs o livro “Conquiste a rede: blog“, de Ana Carmen Foschini, e Roberto Romano Taddei.

A coleção conquiste a rede tem ainda outros livros sobre Podcast, Flog & Vlog e Jornalismo Cidadão. Veremos estes mais tarde.

O que são blogs?

10/03/2010

O artigo de Artigo de Artur Vasconcellos Araújo motiva uma boa discussão sobre o conceito de blog.  Leitura importante.

Confira os trabalhos dos alunos do curso de jornalismo da Estácio de Sá – SC

18/11/2009

O Trabalho interdisciplinar deste semestre propôs para os alunos da segunda fase do curso de jornalismo da Estácio SC a criação de um blog com contéudo original. Siga os links abaixo para ver os resultados. Tem muita coisa boa. Parabéns aos que buscaram aproveitar a experiência e evoluir neste processo.

Turma da manhã

Ressanear – http://ressanear.blogspot.com

Art das Ruas – http://www.artdasruas.blogspot.com

Porto do Mané – http://portodomane.blogspot.com

Isso É Humano? – http://issoehumano.blogspot.com

Eco-lógica – http://eccologica.blogspot.com

Hamburguer Ligh – http://www.hamburguerlight.blogspot.com

Adoro Ajudar – http://adoroajudar.blogspot.com

Fora do Eixo – http://www.foradoeixocinema.blogspot.com/

Turma da Noite

Jovem Fala Sério – http://jovemfalaserio.blogspot.com

Porque Exercícios -http://porqueexercicios.blogspot.com

Blog du Mercado – http://www.blogdumercado.blogspot.com

Fenaostra online – http://fenaostraonline.blogspot.com/

Raízes Nativas – http://www.raizesnativas.blogspot.com

Mosaicos de Rua: http://mosaicosderua.com

Mercado Municipal de Floripa – http://mercadomunicipaldefloripa.blogspot.com

Vo Aonde -http://www.voaonde.blogspot.com

Qual da night -http://www.qualdanight.blogspot.com

Obs.: Os blogs estão publicados na ordem do registro feito pelos alunos nos comentários deste blog.

O uso de blogs no Grupo RBS

22/10/2009

Hoje (22/10) pela manhã, a jornalista e diretora de Internet do Grupo RBS, Marta Gleich, deu uma palestra no auditório da Famecos/PUCRS, em Porto Alegre, sobre uso de blogs no Grupo RBS. Para sorte de quem não esteve lá, o jornalista e professor de Comunicação da Famecos/PUCRS , Marcelo Trasel, foi tuitando ao longo da palestra, o que nos proporcionou informações interessantes como dicas de redação, dicas para ter mais audiência, números de visitas e temas mais populares.

Compilei abaixo as tuitadas do @trasel para compartilhar com vocês. Confiram. Continue lendo »

Blogs da turma de MDI 3

24/11/2008

Gente, conforme combinado agora, usem o espaço dos comentários para registrar o endereço do blog de vocês.

Matéria sobre “Blogs” no Patrola, da RBS TV

12/05/2008

Ficou bem interessante a reportagem da Tata sobre Blogs, veiculada no último sábado no Patrola, da RBS TV. Ela gravou entrevista comigo (Rogério Mosimann) e com Rodrigo Lóssio na Estácio SC. A Milena Gouvea, formada em publicidade na Estácio, deve ter sido entrevistada na casa ou escritório dela. Milena escreve (muito bem, por sinal) para um blog da Revista Capricho.

Em cinco minutos de vídeo há boas dicas para quem está começando a blogar. DVeras — que citei junto com Dharmalog e Coluna Extra como meus blogs favoritos — resumiu bem as dicas:

# procurar escrever bem, com clareza
# estimular a participação dos leitores
# interagir com outros blogs
# atuar em rede, vinculando o blog ao orkut ou equivalente, álbum de fotos etc.
# Compartilhar.

Agradeço ao pessoal do CA de Jornalismo da Estácio, que promoveu uma oficina de blogs com o Lóssio na Semana do Jornalismo, e assim chamou a atenção do Patrola.

Edição em blogs

30/04/2008

Alguns links que organizam o que temos falado aos poucos em aula sobre edição em blogs:

Redação jornalística para blogs

Dicas de edição para blogs

Eyetrack 3

23 lições sobre blogs, Por Alexandre Gonçalves.

Os dez erros mais comuns em blogs, por Jakob Nielsen, tradução de Carlos Castilho

Seu blog está bloqueado

27/02/2008

De manhã Lyana já havia advertido, e agora de noite vejo e-mails de Isabel e Bruna sobre o não funcionamento dos comentários no blog coletivo da turma matutina de JOR MDI 3. As três contaram que “aparece uma mensagem dizendo”:

Este blog está sendo analisado devido a possíveis violações dos Termos de Serviço do Blogger, e não está publicado no momento. Você pode visualizar as postagens do seu blog aqui no Blogger, mas não pode fazer nenhuma alteração.

Minha primeira reação foi testar os comentários. Escrevi “estou testando os comentários e vou buscar mais informações sobre quais seriam as possíveis violações ou o que estaria causando esse transtorno”. Vi a mensagem e, como administrador da conta que gerencia aquele blog, logo me loguei.

No painel, em vez de “nova postagem” e os outros links de “administrador”, me chamou a atenção e cliquei pra ler os termos do serviço. Dei uma lida percebendo aquela lógica do contrato on-line, do tipo “meus advogados pensaram em tudo isso para evitar problemas pra nós”.

Pensei então que poderia sobrar pra mim. Será que aquela Raça 2008 quebrou tudo no Churras e publicaram parvoíces no blog? Mas o Churras é só no dia primeiro, lembrei (ahaaaaa)!

Conferi os posts e nada além do anormal comum. Fiquei até feliz em ver toda aquela gente na barra lateral, participando. “Isso aqui ainda vai ficar muito legal, essa galera pode fazer muita coisa”, acreditei.

Então me liguei em achar logo o canal pra perguntar pros caras “qualé, que qui tá pegando com nosso blog, mermão?”. Tava no painel o link “Entrar em contato com o Suporte do Blogger”.

No lugar dos formulários de contato imaginados por mim, um robô muito educado, porém totalmente confuso, informava:

Seu blog está bloqueado

Os robôs de prevenção contra spam do Blogger detectaram que seu blog possui características de um blog de spams. (O que é um blog de spams?) Uma vez que você está lendo esta seção, seu blog provavelmente não é um blog de spams. A detecção automática de spams é inerentemente confusa. Pedimos desculpas por este falso sinal positivo.

Recebemos sua solicitação de desbloqueio em 25 de Fevereiro de 2008. Em nome dos robôs, desculpamo-nos por bloquear seu blog, que não é de spams. Aguarde enquanto analisamos seu blog e verificamos se ele não é um blog de spams.

Saiba mais sobre como o Blogger está lutando contra os blogs de spams.

Ufa, nada demais. Todos deixaram para fazer a “tarefa” dos comentários no final do prazo e sistema deve ter achado que somos todos robôs spammers. Ou então que o blogger julgou o conteúdo “irrelevant, repetitive, or nonsensical text”, como diz o link “what are spam blogs?

Mas, em seguida lembrei (a-haaaa!) do que ouvi na cbn, voltando da aula agora de noite, sobre “Bloqueio paquistanês causou blecaute mundial no YouTube“. Será?

Por fim senti que o sono estava me dominando e ainda não havia terminado minha parte da edição de quarta do Ambiente Já.

Até mais…